Mais um site nesse mundo

Arquivo por Autor

Conceito de TV 3D ultrafina e com tela transparente

Visão frontal da tela e base                         (Fonte da imagem: Yanko Design)

A Samsung, por meio do designer Joseph Dumary, apresentou um conceito de TV 3D inovador, como pode ser visto na página da Yanko Design. Com o nome de Samsung MSTV, ela é dividida em duas partes: a base, que funciona como o gerenciador e armazenador, e uma tela ultrafina, com as possibilidades de tamanho de 22, 32, 42, 46, 55 e 64 polegadas.

Ela possui telas dedicadas, especificas para serem utilizadas com video games, para assistir a filmes etc.. É possível adquirir apenas aquelas utilizadas pelo usuário. Uma vez conectada à base, esta reconhece imediatamente a categoria a qual ela se encaixa. A TV opera inteiramente por meio do Android.

Dessa forma, ela pode ser controlada tanto por gestos (na tela touchscreen), pela voz ou por um smartphone operando com o Android. Ela possui compatibilidade com a tecnologia “DPConnect” para a conexão com outros aparelhos (como video games e players de Blu-ray etc.) sem a necessidade de fios e cabos.

As imagens são inteiramente em três dimensões e a TV seria compatível com 4k2k (para os modelos com tela acima de 40 polegadas), nesse caso dispensando os óculos especiais para a utilização.

Reportagem retirada do site: http://www.tecmundo.com.br/televisao/12754-conceito-de-tv-3d-ultrafina-e-com-tela-transparente.htm#ixzz1WNRRd8kR

Designer: Joseph Dumary

Figuras Retirada do Site:http://www.yankodesign.com/2011/08/24/3-d-tv-heaven/

Anúncios

IBM Constrói Drive de Armazenamento com 120 PetaBytes

Uma reportagem publicada pelo Technology Review na última quinta-feira (25 de agosto) afirma que a IBM está construindo um drive de armazenamento com capacidade total de 120 petabytes. A novidade, constituída por cerca de 200 mil discos rígidos convencionas trabalhando em conjunto, tem capacidade para armazenar um trilhão de arquivos e deve ser utilizada para a simulação de sistema complexos.

O novo centro de armazenamento possui capacidade cerca de 10 vezes maior do que qualquer outro projeto do tipo construído anteriormente. Com todo esse espaço, seria possível armazenar cerca de 24 bilhões de arquivos MP3, ou armazenar 60 cópias de backup do site WayBack Machine, que conta atualmente com 150 bilhões de páginas em seu banco de dados.

A IBM está desenvolvendo o sistema sob pedidos de um cliente não identificado, que tem como objetivo construir um supercomputador capaz de realizar simulações detalhadas de fenômenos do mundo real. Segundo Bruce Hillsberg, diretor de pesquisas em armazenamento da empresa, as novas tecnologias desenvolvidas durante o projeto poderão beneficiar sistemas de armazenamento mais convencionais.

Tecnologia Impressionante

Para tornar o projeto possível, a IBM armazena os discos rígidos em gavetas horizontais com espaço ampliado para acomodar mais dispositivos no menor espaço possível. A companhia também desenvolveu um novo mecanismo de backup, nos quais a informação presente em HDs danificados vão sendo transferidas aos poucos para as demais unidades.

Também foi desenvolvido um sistema baseado como GPFS, que espalha as informações gravadas entre múltiplas unidades. Com isso, o supercomputador pode ler ou gravar diferentes partes do mesmo arquivo enquanto faz pesquisas em todo o banco de dados a uma velocidade impressionante. Segundo Hillsberg, o centro de armazenamento pode parecer exagerado no momento, mas deve se tornar algo comum conforme cresce o mercado de serviços baseados na nuvem.
Reportagem retirada do site: http://www.tecmundo.com.br/armazenamento/12803-ibm-constroi-drive-de-armazenamento-com-120-petabytes.htm#ixzz1WNJpB7DG


Comercial Proibido Hyundai Veloster


Google compra Motorola por US$ 12,5 bilhões

O mercado mundial de smartphones amanheceu nesta segunda-feira com uma notícia inesperada, a Google anunciou em seu blog corporativo que está comprando a fabricante de aparelhos telefônicos móveis Motorola Mobility pelo preço de US$ 12,5 bilhões em dinheiro. O valor é US$ 40 por ação, um ágio de 63% sobre o preço de fechamento dos papéis da companhia na última sexta-feira, 12 de agosto. Segundo a Motorola, a transação foi aprovada por unanimidade pelos conselhos de administração das duas empresas e deve ampliar a concorrência no setor.

Larry Page, CEO do Google, afirmou que há um “compromisso total da Motorola com o Android, uma das muitas razões pela qual se deu um ajuste natural entre as duas empresas”. O diretor-executivos da gigante de internet afirmou ainda que o trabalho em conjunto das duas companhias só irá beneficiar consumidores, parceiros e desenvolvedores.

– Estou ansioso para receber os funcionários da Motorola em nossa família de Googlers – disse.

Para a imprensa internacional, a Google informou que a Motorola Mobility continuará funcionando com uma licenciada Android e terá suas operações executadas como uma empresa separada dos negócios da gigante de internet.

Sanjay Jha, CEO da Motorola Mobility, aponta que a transação de venda da companhia tem valor significativo para os acionistas da Motorola e vai oferecer novas oportunidades mais atraentes para seus funcionários, clientes e parceiros em todo o mundo.

– Nós compartilhamos de uma parceria produtiva com a Google para avançar com a plataforma Android. Agora, através desta combinação, poderemos fazer ainda mais para inovar e oferecer soluções de excelência em mobilidade para toda a nossa linha de dispositivos móveis domésticos e corporativos – afirmou.

Andy Rubin, vice-presidente de mobilidade da Google, também reforçou a importância da aquisição para o futuro do Android, em um mercado tão competitivo. Entranto, deixou claro que o sistema operacional móvel permanecerá a funcionar como uma plataforma aberta.

– Nossa visão para o Android não sofrerá alterações e a Google continua firmemente empenhada em manter o Android como uma plataforma aberta e uma comunidade vibrante de open source – prometeu. – Continuaremos a trabalhar com todos os nossos parceiros para desenvolver e distribuir inovações para dispositivos equipados com Android.

Ainda de acordo com as informações iniciais divulgadas pela fabricante de smartphones, a transação está sujeita ao levantamento de condições habituais de fechamento, incluindo aprovações de órgãos reguladores dos EUA e da União Europeia, assim como a aprovação dos acionistas da Motorola Mobility. A venda deverá ser concluída até o final de 2011 ou no mais tardar até o início de 2012.

A Motorola tem em sua história mais de 80 anos no setor de tecnologia e seus marcos da indústria de telefones incluem o lançamento de o primeiro telefone portátil do mundo há quase 30 anos e hit o StarTAC. Em 2008, a companhia adotou o Android como sistema operacional único em todos os seus dispositivos o que contribuiu para aproximação com a Google.

A aquisição é mais uma iniciativa da companhia americana de internet em competir com a Apple, fabricante do iPhone e desenvolvedora do seu próprio sistema operacional móvel iOS. Os aparelhos ‘Motorola + Google’ seriam os únicos com capacidade de competir em configuração com uma integração total de software (Android) e hardware (Motorola) em uma plataforma própria.

Aproveitando a grande divulgação de seu post sobre a compra da Motorola, Larry Page relembrou ainda que empresas como Microsoft e Apple – suas concorrentes – estão se unindo em ações judiciais para acusar a Google de violação de patentes no desenvolvimento do Android e que o Departamento de Justiça dos EUA fez uma intervenção nos resultados de um leilão de patentes recentemente para “proteger a concorrência e a inovação na comunidade de software open source” e permanece analisando os resultados do leilão Nortel.

“A aquisição da Motorola vai aumentar a concorrência por meio de um reforço do nosso portifólio de patentes o que nos permitirá proteger o Android de ameaças anti-competitivas de Microsoft, Apple e outras empresas”, escreveu o CEO da gigante de internet.

Matéria do site: http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2011/08/15/google-compra-motorola-por-us-12-5-bilhoes-925131837.asp


Avaiana de Pau